Olá! Seja bem-vindo(a) ao blog INSANOS CAMINHOS. Aqui tu vais poder ler e conhecer os textos, poesias e versos livres que escrevo de 1998 até os dias de hoje. Desde já agradeço a tua visita e fiques a vontade, pois estes versos fazem parte de minha literatura, com isso não pertencem a mim e sim aos leitores. Grato!! Fábio Zündler.

Conjugar


Como disse Caetano: 
"Azul que é pura memória de algum lugar".

Prefiro olhos de mel,
mesmo que,
ora fortes como fel,
ora suaves como um vel.

Como digo sem engano:
Castanho é o verbo que tento conjugar.

Ao conjugar encontro meu lugar
envolto nos teus braços. 
Braços que me acalmam, 
que me acalmam, 
acalmam.



Mais um dia


Relógio avisou, 
Se não levantar,
Vai se atrasar.

Saiu cambaleando.

Levou seu corpo para trabalhar.
Na cabeça um torpor,
Ecoava a humilhação, 
Que sentira e escutara 
Exalar da boca do seu grande amor,

Devaneando.

Aos olhos do vizinho saiu satisfeito, 
erguido.
Ninguém percebia o que carregava no peito, 
contido.

Passou a vida cerceando palavras,
Sem perceber foi se extinguindo,
Deveras, 
Achou que estava construindo,
Porém aos poucos foi ruindo.

F.Zündler
10/2016

Palavras não mais ditas


Ao limpar a casa achei algumas palavras perdidas,
Vocábulos e termos que não mais usava,
não mais pronunciava.

Que triste, inclusive tinham verbos.
Não mais eram alimentadas,
Fracas e sem sentidos, ali jogadas.

Locuções, expressões,
Formavam frases, sentenças!

Desculpe,
aproveitei a primavera e
Joguei-as ao vento!

F.Zündler
10/2016

Trova para dois amigos


Venho nesta manhã cinzenta. 
Fiquei palavras a procurar, fiquei nessa a cismar.
Esses verso não precisavam nem rimar.
Venho para serviço nessa manhã derradeira.
Por que tenho certeza os vou encontrar.
Para mim gente boa não dá em parreira,
lá na labuta algumas amizades são verdadeira.

Cito algumas, 
por que outras não valem
coisa nenhuma.

Um anda de bengala com a perna num repucho.
Esse é cabra macho é lutador, ele faz trova de gaúcho.
Se eu tiver uma duvida pergunto sem sarandeio,
ele responde logo sem rodeio.

Tem um outro que é pensador é muito hilário.
Procuro sinônimos para definí-lo e não encontro, 
procuro no dicionário inteiro.
Mas sei, que o que mais gosta é de pensar no salário.
...
Ora, quem não gosta?

Também puderá, ele faz projeto, listas e a até proposta.
Nada mais justo no final mes, poder comprar o que gosta.
Junta dinheiro, não gasta um tustão,
esse é meu companheiro no chimarrão.

Poderia dizer que são meus colegas,
contudo estão sempre ali juntos comigo. 
Estamos juntos, ouvindo choramingo.

Por isso posso tomar a liberdade de chamá-los de AMIGOS.

Fábio Zündler
Dez 2015