Olá! Seja bem-vindo(a) ao blog INSANOS CAMINHOS. Aqui tu vais poder ler e conhecer os textos, poesias e versos livres que escrevo de 1998 até os dias de hoje. Desde já agradeço a tua visita e fiques a vontade, pois estes versos fazem parte de minha literatura, com isso não pertencem a mim e sim aos leitores. Grato!! Fábio Zündler.

A despedida


            A despedida 
Não 
                                  É
                                       Um fim,
                                  E
Sim 
                                  O início de 
Um novo caminho!

Fábio Zündler

Lua


Fiquei imaginando os momentos
em que me observava.
A nostalgia é tão vazia,
a solidão é bem melhor
e por isso que quero estar
ao seu redor.
Vi você assim,
lá na atmosfera observando a terra,
tão pálida olhando para mim,
ti peço, tire-me daqui
estando contigo deve ser bem melhor
tudo por aqui anda de mau a pior.

Fábio Zündler

Razão!


“No Acesso a níveis mais profundos de compreensão,
peças vão se encaixando,
se articulando e
fazendo razão!”

Fábio Zündler

Imaginação


Eu e meu violão aqui no chão é solidão,
você aqui no quarto imaginação.
você  onde está?
O que será que vai fazer?
Diga se vai comigo ficar,
porque posso tentar te esquecer
e outra vez me apaixonar,
sei que com alguém vou me casar
e será que é com você?
Quero saber,
o tempo certo vai chegar e acontecer.
Depois de tudo entre nós,
não acredito que você já esqueceu,
já me esqueceu!
Eu e meu violão aqui no chão é solidão,
você aqui no quarto imaginação.
A minha vida você levou
e sentimentos despedaçou,
o quarto escuro e um chão frio é onde estou,
é o que restou do nosso amor.
Hoje estou mudado
e sem um grande amor,
um grande amor que me deixou.
Eu e meu violão aqui no chão é solidão,
você aqui no quarto imaginação.

Fábio Zündler

Procurando


A muito tempo procuro,
procuro alguém que não encontro,
alguém que diga para mim
com um sorriso tudo o que sente.
Abro a porta de meu quarto,
chamo...
ninguém responde,
só tem vazio e a escuridão,
não tem problema estou acostumado com isso,
trancado no meu quarto eu senti,
senti como vive um ermitão
que contempla as planícies.
Eu aqui sozinho
contemplo o vazio,
que entra em minha mente
toma conta de meu corpo.
Tento ser mais forte que tudo, mas não consigo.
Sou apenas uma carcaça humana
perdida encima de uma cama.
“Estou aberto, ninguém quer entrar
para tentar ajudar.”
Espero que alguém entre no vazio
e preencha com amor,
porque é a única coisa que poderá ma acordar,
quem sabe até um simples e belo sorriso
ao me encontrar.

Fábio Zündler

Minha garota


Ela é uma pequena garota perdida
em seu pequeno mundo,
ela olha para todos
mas não olha para mim,
ela enxerga pássaros, enxerga anjos,
enxerga todos
mas não olha para mim.
Essa garota muda meu dia,
domina minha mente,
quando passa e não me vê
enlouqueço.
Todos já sabem
ela vira minha cabeça..
Quando olho em seus olhos
ela é simplesmente especial.
Vejo ela vindo em minha direção,
meu corpo treme de emoção,
logo ela desvia sua atenção
e isso fere meu coração.
Espero o tempo passar,
só para ver se ela vai olhar,
para mim ela é tudo
para ela eu não sou nada.,
espero que um dia
ela seja a minha amada.
Eu quero que ela enxergue os pássaros,
que enxergue os anjos
e simplesmente olhe para mim,
farei ela ser grande
e se encontrar em um grande mundo.
farei ela não olhar para ninguém,
somente para mim,
então terei a ilusão de
ter sido dono de alguém.

Fábio Zündler

Quase certeza


Teus olhos estranhos no espelho
parecem observar um tempo perdido,
um amor impossivel de voltar,
uma noite clara parece me tentar
mas agora vou deitar, para cedo despertar.
Está bem, admito
acordei na beira do mar.
Eu não te amo,
nunca te amei,
tenho quase certeza disso.
Eu não te amo,
nunca mais te amarei,
quase tenho essa certeza!

Fábio Zündler

Simples Flor


De que adianta estar sobre
um céu azul e um dia verde,
se eu estou entre armas e rosas
procurando uma simples flor ,
que saiba me enxergar seja como for.

Quero me abrir para ela,
mostrar quem realmente sou,
um homem em busca do verdadeiro amor,
com sentimentos acorrentados
que só se abrem com uma flor.

Espero que esta flor
não tenha sido colhida
por quem não a mereça.
Quem a colher cuide como a própria vida,
pois é o meu amor
e tenho certeza
Um dia vai ser
minha simples flor.

Fábio Zündler

Olhos ao luar


“ Olhos ao luar penetram
fundo na minha alma como
se algo quisesse arrancar,
aqui nada tem,
tudo se usou,
tudo se foi,
só as trevas restou
e uma pedra
que alguém muito insatisfeito
a atirou”

Fábio Zündler

Cidade Velha


Estamos seguindo sem destino certo,
não pare o carro, estamos sem documentos.
Pretendemos dar uma volta na cidade velha,
onde  a lei e tudo mais é obscuro,
lá tudo  acontece, nada se vê.
É onde nos sentimos seguro,
todos são iguais,
não somos tratados como animais
desde que sigamos a lei da selva.
O rei é alguém que ruge, que late, que grita,
mas não sabe o que quer.
Somente ele tem o poder de poder nos destruir,
mesmo assim ainda pretendemos dar voltas na cidade velha,
onde as mulheres são quentes e os homens não tem vez.

Fábio Zündler

De encontro ao inferno


Eu saio chapado pela cidade

pego meu carro e vou na contra mão,
vejo a morte vindo em minha direção,
pede carona, entra em meu carro
e bota a foice em meu coração.
Ela grita em silencio , um mau-humor
violento que penetra direto em minha mente.
Para dirigir está uma merda
nessa cidade iluminada,
meus olhos estão roxo,
minhas pernas blocos de pedra,
estou definhando,
sinto a besta me chamando,
seu enxofre invadindo meus pulmões.
Minha liberdade não tenho mais,
estou preso nas ferragens do meu opalão,
estou me debatendo,
enfim, a morte finca a foice em meu coração.
Está chovendo sobre mim,
isso não faz diferença
agora sou uma cria do demônio ,
não tenho memória,
estou vivendo em uma caverna mental
jogando fora minhas emoções
em um solene inferno,
onde o DNA infectado com o sangue bestial
esta nas paredes do purgatório.

Fábio Zündler

Esperando alguém


Um dia me perguntei,
se vou ter alguém,
por quê não pode ser agora
será que todos tem a sua hora?
Tenho que saber esperar
minha vez, sei, vai chegar
mas parado eu não posso ficar.
Vou vivendo mesmo assim,
não posso ter  pena de mim.
Com outro ela deve estar,
mas só eu posso fazer ela gozar.
Porque sozinho não da para ficar,
parado não posso ficar.
Vou tentar até o fim,
conseguir ela para mim,
nem que para isso tenha que matar.

Fábio Zündler

Restos II


Não sou mais compreendido,
rastejo pelos caminhos do perigo, 
sinto ódio e me deparo 
diante de teus olhos.
Olhos de uma criatura da noite
que sobrevoa minha cabeça a todo momento,
será você  a besta que 
atormenta meus pensamentos?

Me pede reflexão,
eu ofereço solidão,
é o que restou no meu coração,
ainda posso  dar desprezo
e um pouco de incompreensão.

Fábio Zündler

Nos teus braços


Eu te admiro,
te tenho,
te desejo em estranhos momentos,
te percebo num instante
e possuo em outro.
Teu cheiro no meu corpo,
teu corpo no meu pensamento.
Escultura em perfeito movimento.
Me leva nas nuvens
e caio direto no calor do teu corpo.
A insanidade reina
e amanheço envolto nos teus braços,
braços que me acalmam,
que me acalmam,
acalmam.

Fábio Zündler

Fragmentos Guardados


Eu não lembro mais
de coisas que eu fiz
mas sei que estão guardadas
dentro de mim.
Fragmentos de memórias
é o que sobrou,
por que esse céu azul?
se tempestade é o que ficou.
Tudo em minha vida é difícil de entender,
quando vem o sol,
o vento sopra para valer.
Não prometa, o que disser
você nunca vai fazer,
Mentir: uma opção, um dia a
solidão vai te receber;
Se calar: quem vai te ajudar?

Fábio Zündler

Vivendo


Amo alguém tão diferente,
ela faz o que eu faço,
me diz o que quero ouvir.
É isso que eu queria para mim?
A noite chega e com ela paz
ou será solidão?
todos são iguais,
uns dias amam,
outros choram.
A vida chama a morte,
para uns o alívio imediato
para outros o desespero prolongado.
“Tragam-me a rosa negra,
que com ela serei mais feliz.”
Por que prometo amor
e ganho compaixão?
Eu sempre tentei com que meu passado fosse o melhor.
A quem poderei agradecer pelo meu futuro?
Momentos e caminhos chegam,
faço silencio
...
e ouço vozes que dizem:
AINDA NÃO!
Qual será minha hora certa?
 me diga,
                me fale!

Fábio Zündler

Prisioneiro


Tento dar sentido e forma
ao mundo com meu pensamento,
quem sabe um rumo
com meu olhar.

Sobrevivo a naufrágios
e explôdo em gélidos estilhaços,
formo minha carapaça,
mas de nada adianta,
às vezes preciso sair dela.

Em algum lugar, alguma coisa está escrita,
entre cálice e talvez água benta,
isso não me importa,
já me sinto cansado.

Sei que nascemos meros plebeus
e morremos coroados,
morremos deteriorados.

Me sinto fantoche de corpo e alma,
preciso me libertar.
Não quero me libertar!

Fábio Zündler 

Tkila


Tequila bebida sagrada
água que na minha vida
não pode faltar!
Tequila a bebida do verme maldito,
se no meu copo vier vivo
tenho prazer de matar,
mastigo suas tripas
até seu sangue amarelo na minha boca terminar!
Bebida que o homem
não seria capaz de inventar,
água dos deuses das trevas,
bebida para sua sede matar.
Das trevas fétidas
uma água cristalina
não parava de jorrar era a “tkila”
acabava de chegar.

Fábio Zündler

Pequena linda garota


Doce menina
sentada na esquina
os carros passam
e ela fica
parada a li tão  sozinha.
Seus pensamentos
voam com o vento
em um grande
desalento,
pequena linda garota.
Nos seus olhos cinzas
enxergo a avenida
ela está tão vazia
e você deprimida.
Quando o inverno chegar
isso vai passar
eu te prometo
tudo vai mudar.
A brisa cai
molha o seu rosto
parada ela sente o gosto
e reza para não ter
mais desgosto.
Quando o inverno
chegar isso vai passar
eu te prometo
tudo vai mudar.

Fábio zündler

Monotonia ( Spañol )














Un día tras el otro
es simplemente un  día
que fue igual a otro
y no tiene nada distinto
de los días en que viví hasta aquí.
¿Será esta mí misión?
ver la alegría de pocos,
sin al menos poder reír
o ver la tragedia de la vida
sin poder intervenir.
Cierro los ojos para el inevitable
e intento mudar las cosas
sin salir del lugar.
El día pasa
y sin notarme estoy muriendo
y quieren decirme
que estoy viviendo,
tengo las llaves para cambiar el mundo,
pero no tengo manos para agarrarla,
si el mundo tuviera sentido,
seguramente, yo no tendría existido.

Fábio Zündler