Olá! Seja bem-vindo(a) ao blog INSANOS CAMINHOS. Aqui tu vais poder ler e conhecer os textos, poesias e versos livres que escrevo de 1998 até os dias de hoje. Desde já agradeço a tua visita e fiques a vontade, pois estes versos fazem parte de minha literatura, com isso não pertencem a mim e sim aos leitores. Grato!! Fábio Zündler.

Psyco grafia




















É química, é tinta,
desliza aos poucos sobre o papel.
No sentido de linhas retas,
escreve-se certo,
escreve-se errado.
Linhas tortas ou paralelas,
seja santo, seja mundano
aos poucos se vai,
sem perceber se esvai.

Risca falhando,
não volta mais,
ultimos suspiros,
se acaba.
Deixa a palavra pela metade
ou faltando o ponto final.
Às vezes de uma só vez em um borrão,
se acaba.

Escrevem cartas de despedida
ou secam sem serem usadas.
Assim como o poeta,
divagam.
A minha hoje nada!
Só falha e folha rasgada.



Fábio Zündler
10/11/10

2 comentários:

André disse...

Legal – Tristeza e melancolia por vivermos num mundo de demente. Depressiva.

Anônimo disse...

Muito bem Fabyto... Sensacional! Um abração amigo. Poeta Marcelo Menezes ou D12, hahaha...